Warpcom cresce 30% em 2019 apoiada na compra da área de virtualização e cloud da Ozona

Warpcom cresce 30% em 2019 apoiada na compra da área de virtualização e cloud da Ozona
Lusa

Lisboa, 09 abr 2019 (Lusa) -- A Warpcom, de capital português, chegou a acordo para comprar a área de serviços de virtualização e 'cloud' da operação portuguesa da Ozona, pretendendo atingir uma faturação superior a 30 milhões de euros este ano, anunciou hoje a empresa.

Com a concretização do negócio, refere a Warpcom, "a expectativa é superar o marco dos 30 milhões de euros em volume de negócios já em 2019", o que significa um aumento superior a 30% face aos 22 milhões de euros atingidos em 2018.

A Lusa contactou as empresas para obter o valor da aquisição, mas fonte oficial referiu que "as empresas preferiram não divulgar os valores envolvidos no negócio".

Em comunicado, a Warpcom garante que irá recrutar, ainda este ano, mais 30 colaboradores que se vão juntar à equipa composta por 120 especialistas que transitam da Ozona e que ajudarão a dar resposta ao crescimento previsto.

Na informação, pode ler-se que "o acordo estratégico inclui um plano de trabalhos que contempla ações a serem desenvolvidas nos próximos meses e que permitirão maximizar o valor da incorporação desta unidade de negócio da Ozona na Warpcom".

Outra consequência deste acordo é o estreitamento de relações entre as duas empresas para trabalharem em conjunto o mercado espanhol, onde a Warpcom já atua e a Ozona tem uma forte presença, potenciando assim negócios existentes e oportunidades futuras.

Sobre esta aquisição, o presidente executivo da Warpcom, Carlos Alves Duarte, citado no comunicado, explica que a ambição sempre passou por serem o integrador tecnológico de referência em Portugal e "por trilhar um caminho internacional".

Por seu turno, o presidente executivo da Ozona, Ramón Ares, sublinha que "a colaboração com a Warpcom teve início há algum tempo e os resultados sempre foram muito positivos", pelo que diz estar "muito entusiasmado com o futuro".