Wall Street fecha em baixa depois de Reserva Federal subir taxa de juro

Wall Street fecha em baixa depois de Reserva Federal subir taxa de juro
Lusa

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em baixa, com os principais índices a caírem no final da sessão, depois de uma reunião da Reserva Federal, que aumentou a taxa de juro e manteve a possibilidade de mais duas subidas este ano.

Os resultados definitivos da sessão indicam que o Dow Jones Industrial Average perdeu 0,18% (44,96 pontos), para as 24.682,31 unidades.

O Nasdaq recuou 0,26% (19,02), para os 7.345,29 pontos.

O S&P500 desvalorizou 0,18% (5,01), para as 2.711,93 unidades.

"A primeira conferência de imprensa de Jerome Powell decorreu sem incidentes, com o novo presidente (da Reserva Federal) a apresentar um cenário próximo do de Janet Yellen", observou Chris Low, da FTN Financial.

Como esperado, os membros do comité de política monetária (FOMC, na sigla em Inglês) decidiram, por unanimidade, elevar a taxa de juro em um quarto de ponto, para um intervalo de 1,50% a 1,75%, com a instituição a afirmar que a política monetária permanece "acomodatícia", isto é, favorável ao crescimento económico.

Enquanto os analistas admitiam que o banco central aumentasse as suas previsões de subidas de taxas para o resto do ano, os participantes na reunião da FOMC continuaram a prever mais duas decisões destas em 2018, depois da tomada hoje.

Em compensação, para 2019, aumentaram para três as subidas de taxas previstas.

Os investidores começaram por receber positivamente as notícias, mas as cotações recuaram progressivamente e acabaram mesmo em terreno negativo, arrastadas pelos problemas no setor da tecnologia, designadamente da Facebook, sob pressão desde o início da semana.

O subíndice do S&P500 que agrupa os valores tecnológicos perdeu 0,60%.

Ao contrário, o subíndice dos títulos da energia subiu fortemente (2,63%), graças a uma nova subida do preço do petróleo, apoiado por uma forte descida das reservas norte-americanas.