Moody's sobe perspetiva da banca portuguesa para "positiva"

Moody's sobe perspetiva da banca portuguesa para "positiva"
Lusa

A Moody's anunciou hoje que subiu de "estável" para "positiva" a perspetiva do sistema bancário português, refletindo assim expectativas de que a credibilidade dos bancos portugueses melhorará nos próximos 12 a 18 meses.

No "Banking System Outlook, Portugal", hoje publicado, a Moody´s precisa que a perspetiva da banca portuguesa era "estável" desde outubro de 2017 e refere que "espera que os bancos continuem a reduzir o crédito malparado enquanto fundamentos de crédito, incluindo capital e a rentabilidade, melhora e as condições de financiamento permanecem estáveis".

Em relação ao crescimento económico de Portugal, a Moody's prevê que este diminua para 2,1% em 2018 e 1,7% em 2019, depois de ter atingido o ritmo mais rápido em quase duas décadas.

As condições do crédito em Portugal melhoraram, embora o endividamento do setor privado permaneça relativamente elevado e acima da média da zona euro, refere a Moody's, prevendo que "a qualidade dos ativos melhorará quando os bancos se livrarem dos ativos problemáticos".

O 'stock' de crédito malparado vai continuar a cair, apesar de se manter elevado nos padrões europeus, adianta.

A Moody's refere ainda que "o capital melhorará, mas permanecerá relativamente fraco", considerando que "a capitalização também é retida pela modesta capacidade interna de gerar capital".

O crescimento económico moderado suportará um ambiente operacional estável, precisa a Moody's.

A lucratividade da banca irá melhorar, defende a Moody's, adiantando que espera que a rentabilidade melhore nos bancos portugueses ao longo do período de previsão, com menores custos de provisionamento e iniciativas para cortar custos em alguns bancos, contrabalançando receitas mais fracas devido a empréstimos moderados e baixas taxas de juros.