Notre-Dame: Obama diz que catedral é um dos "maiores tesouros do mundo"

Notre-Dame: Obama diz que catedral é um dos "maiores tesouros do mundo"
Lusa

Washington, 16 abr 2019 (Lusa) -- O ex-Presidente dos Estados Unidos Barack Obama afirmou na segunda-feira que a catedral de Notre-Dame, em Paris, que foi atingida por um incêndio, é um dos "maiores tesouros do mundo".

"Notre Dame é um dos maiores tesouros do mundo e estamos a pensar no povo dr França neste seu momento de luto. É da nossa natureza lamentar quando vemos a História perdida, mas também é da nossa natureza reconstruir para amanhã, tão forte quanto pudermos", escreveu Barack Obama na rede social Twitter.

O também ex-Presidente norte-americano Bill Clinton lamentou o incêndio, lembrando a primeira vez que visitou a catedral.

"Estou de luto pelo fogo em Notre-Dame, tal como os franceses e pessoas em todo o mundo. Visitei a catedral pela primeira vez há 50 anos. Eu fiquei admirado nesse dia e em todos as vezes que a visitei depois. Viva a França", referiu Clinton, também no Twitter.

O incêndio na catedral de Notre-Dame, um dos edifícios icónicos de Paris e da arte gótica, começou na segunda-feira, cerca das 18:50 locais (17:50 em Portugal).

Os bombeiros anunciaram já que a estrutura está "preservada na sua globalidade", mas não souberam prever a duração do combate às chamas, que envolve mais de 500 efetivos.

A Procuradoria de Paris disse que os investigadores estavam a considerar o incêndio como um acidente.

No local, o Presidente francês, Emmanuel Macron, prometeu que a catedral do século XII será reconstruída, mas alertou que as próximas horas serão difíceis.

A tragédia de Notre-Dame gerou mensagens de pesar e de solidariedade de chefes de Estado e de Governo de vários países, incluindo Portugal, bem como do Vaticano e da ONU.

"Majestoso e sublime edifício", como escreveu em 1831 o escritor francês Victor Hugo, a catedral de Notre-Dame foi edificada em 1163 e iniciou a função religiosa em 1182, embora os trabalhos de construção tenham prosseguido até 1345.