Movimento Democrático Brasileiro presidirá três comissões no Senado brasileiro

Movimento Democrático Brasileiro presidirá três comissões no Senado brasileiro
Lusa

O presidente do Senado brasileiro, Davi Alcolumbre, anunciou hoje a distribuição da presidência das comissões temáticas do Senado, sendo que o partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB) presidirá três comissões, entre elas a Comissão de Constituição e Justiça.

Para além de comandar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que é considerada a comissão mais importante do Senado por ser responsável pela análise dos principais projetos e de propostas de emenda à Constituição, como é o caso da reforma da Previdência, o MDB presidirá ainda a Comissão de Educação, e a Comissão Mista de Orçamento, composta por deputados e senadores, e que é responsável por analisar projetos orçamentais do Governo federal.

De acordo com o portal de notícias do Senado, outros dois partidos presidirão duas comissões cada: o Partido Social Democrático (PSD) comandará as comissões de Assuntos Económicos e de Relações Exteriores e Defesa Nacional, e o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) liderará as comissões de Desenvolvimento Regional e Turismo e as de Transparência, Governança, Fiscalização e Controlo e Defesa do Consumidor.

"Hoje, em mais uma reunião de discussão das composições, chegou-se a um consenso na votação das 13 comissões do Senado Federal. Já estou a encaminhar para os líderes (...) a indicação dos seus membros em todas as comissões, para que possamos fazer amanhã a aclamação dos presidentes e vice-presidentes das 13 comissões do Senado", disse Alcolumbre, citado pela plataforma de notícias G1.

Qaunto à presidência das restantes comissões, o Partido dos Trabalhadores (PT) ficará encarregue pela Comissão de Direitos Humanos, o Partido Rede com a Comissão de Meio Ambiente, o Partido Social Liberal (PSL) com a Comissão de Agricultura e a Comissão de Infraestrutura será presidida pelo Democratas (DEM).

O Partido Podemos comandará a Comissão de Assuntos Sociais, o Partido Progressista (PP) ficará com a Comissão de Ciência e Tecnologia e a presidência da Comissão Senado do Futuro será alternada entre o Partido Republicano Brasileiro (PRB) e Partido Social Cristão (PSC).