Ministros da juventude e jovens juntos em Lisboa em conferência mundial de 21 a 23 de junho

Ministros da juventude e jovens juntos em Lisboa em conferência mundial de 21 a 23 de junho
Lusa

Lisboa, 12 jun 2019 (Lusa) - Centenas de responsáveis governamentais pela área da juventude, de jovens e de organizações internacionais vão reunir-se entre 21 e 23 de junho, em Lisboa, numa Conferência Mundial que pretende desencadear um debate sobre temas emergentes da Juventude.

A Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude 2019 e o Fórum da Juventude "Lisboa+21" regressam a Lisboa 21 anos depois de Portugal ter organizado este evento, em 1998.

Em abril, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que tutela também a pasta da Juventude, convidou os seus homólogos de todo o mundo a participar na conferência de ministros da Juventude e no Fórum da Juventude.

O convite foi feito numa breve intervenção na sessão plenária do 8.º Fórum da Juventude do Conselho Económico e Social (ECOSOC), que decorreu a 08 de abril nas Nações Unidas, em Nova Iorque, e na qual o ministro da Educação e o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, participaram.

"Esperamos verdadeiramente poder receber-vos tanto na conferência mundial de ministros da Juventude, como no Fórum da Juventude. Vemo-nos em Lisboa em junho", disse o ministro aos participantes em Nova Iorque, afirmando ainda que o desafio seria ter ministros e delegados da juventude juntos a debater, lado a lado, e a trocar conhecimento e experiências para alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável.

O ministro da Educação disse na altura em declarações à Lusa que o conhecimento, a influência e a iniciativa dos jovens são essenciais para que possam ser alcançados os objetivos da agenda 2030 das Nações Unidas para o desenvolvimento sustentável.

Segundo a organização, o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o ministro da Educação que são os anfitriões da Conferência intervêm na sessão de abertura, enquanto o Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, e o primeiro-ministro português, António Costa, encerram os trabalhos.

Marcam ainda presença nesta Conferência Mundial a Presidente da Assembleia-Geral das Nações Unidas, María Fernanda Espinosa Garcés, e a Enviada do Secretário-Geral das Nações Unidas para a Juventude, Jayathma Wickramanayake.

Em 1998, o Governo Português, em cooperação com os parceiros do Sistema das Nações Unidas, organizou a Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, que se tornou um marco no trabalho em torno das políticas de Juventude.

Na Declaração final, ministros e demais líderes mundiais presentes, comprometeram-se a trabalhar com a Juventude num conjunto de políticas e programas que fossem ao encontro das preocupações dos jovens e melhorassem as suas vidas.

Estes compromissos cobriam as áreas prioritárias do setor, tal como definido no Programa Mundial de Ação para a Juventude, adotado em 1995 pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

Vinte e um anos depois, os Estados são agora chamados a intensificar os seus compromissos para integrar a perspetiva de Juventude na implementação da Agenda 2030 e da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude 2019 e do Fórum da Juventude "Lisboa+21" resultará uma Declaração renovada sobre Políticas e Programas de Juventude (Lisboa+21), no quadro da Agenda 2030.

"Lisboa+21" é organizada pelo Governo Português - através do Ministério da Educação - e pelo Conselho Nacional de Juventude, com o endosso do Gabinete da Enviada do Secretário-Geral das Nações Unidas para a Juventude, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Fundo das Nações Unidas de Apoio à População (UNFPA) e o Departamento de Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas (UN DESA).