Macau assina acordo de participação na iniciativa chinesa 'Uma Faixa, uma Rota'

Macau assina acordo de participação na iniciativa chinesa 'Uma Faixa, uma Rota'
Lusa

Macau assinou hoje, na capital chinesa, um acordo no âmbito da iniciativa "Uma Faixa, Uma Rota", que prevê a realização de reuniões conjuntas com Pequim de acompanhamento da participação do território no projeto.

O documento assinado entre o chefe do Executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, e o diretor da Comissão Nacional para o Desenvolvimento e Reforma chinesa, He Lifeng, prevê a "criação de um mecanismo de reunião conjunta, servindo como plataforma de coordenação e articulação de promoção e implementação do acordo", de acordo com um comunicado divulgado pelas autoridades.

Neste sentido, Pequim pretender ajudar Macau a "desenvolver as vantagens dos recursos locais, a proporcionar serviços de investimento e financiamento à iniciativa e a transformar-se numa plataforma entre a China e os países de língua portuguesa".

A assinatura do acordo foi sucedida pela primeira reunião conjunta, durante a qual foi destacada a importância da relação entre Macau e os países lusófonos no impulso da iniciativa milionária de infraestruturas lançada pelo Presidente chinês, Xi Jinping.

Nas palavras de He Lifeng, "a população que os países da língua portuguesa representam e a relação especial e vantajosa de Macau com os mesmos, poderá produzir efeitos positivos no impulso da iniciativa nacional", de acordo com um segundo comunicado.

Lançada por Xi Jinping, a iniciativa "Faixa económica da rota da seda e a Rota da seda marítima do século XXI", mais conhecida como "Uma Faixa, Uma Rota", está avaliada em 900 mil milhões de dólares e visa reativar as antigas vias comerciais entre a China e a Europa através da Ásia Central, África e Sudeste Asiático.