Festival Sudoeste recebeu 147 mil pessoas, menos do que em 2017

Festival Sudoeste recebeu 147 mil pessoas, menos do que em 2017
Lusa

A edição deste ano do Festival Sudoeste, que terminou este fim de semana na Zambujeira do Mar (Odemira), recebeu cerca de 147 mil pessoas, menos do que em 2017, segundo dados da organização hoje fornecidos à agência Lusa.

Na edição do ano passado, tinham passado cerca de 200 mil pessoas pela Herdade da Casa Branca, no concelho de Odemira, distrito de Beja.

De acordo com a promotora, Música no Coração, o 22.º Sudoeste despediu-se do público no sábado com uma afluência de 34 mil pessoas ao recinto, a maior enchente dos cinco dias do festival, para assistir, entre outros, aos concertos de Shawn Mendes e de Diogo Piçarra.

Segundo os números divulgados à Lusa pela organização, cerca de 25 mil pessoas assistiram à tradicional festa de receção ao campista, na terça-feira, que marcou o arranque do maior festival de verão do litoral alentejano.

Nos dias seguintes, o festival recebeu 28 mil pessoas (quarta-feira), 29 mil (quinta-feira) e 31 mil (sexta-feira).

Nomes como J Balvin, Shawn Mendes, Jason Derulo, Lil Pump, Piruka e Blaya foram os cabeças de cartaz do Festival Sudoeste.

Pelo palco principal passaram também Blaya, C4 Pedro, Deejay Telio, Wet Bed Gang, após o cancelamento de Hardwell, Kura e Karetus.

O festival Meo Sudoeste agendou o regresso à Herdade da Casa Branca, em 2019, entre os dias 06 e 10 de agosto, com a abertura do campismo a partir de 03 de agosto.

Lusa/ Fim