Exportações da fileira da madeira aumentaram 3% em 2018 para 2,5 mil ME

Exportações da fileira da madeira aumentaram 3% em 2018 para 2,5 mil ME
Lusa

A fileira da madeira e do mobiliário exportou 2,5 mil milhões de euros, em 2018, um aumento de 3% em termos homólogos, de acordo com a Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal (AIMMP).

Em comunicado, a AIMMP deu conta de números publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) que mostram que "nos últimos oito anos a taxa de crescimento das exportações tem sido sempre positiva e as exportações do setor cresceram mil milhões de euros".

A entidade avançou que, em destaque, estavam os subsetores do mobiliário, colchoaria e iluminação que cresceram 830 milhões de euros.

"Na fileira da madeira e do mobiliário, o saldo da balança comercial tem sido sempre positivo, entre 2010 e 2018, sendo que nos últimos cinco anos a taxa de crescimento das importações foi sempre superior à taxa de crescimento das exportações", de acordo com a AIMMP.

Segundo os últimos dados do INE, divulgados na sexta-feira, as exportações e as importações de bens globais aumentaram 5,3% e 8,0% em 2018, desacelerando face às subidas de 2017, e o défice comercial agravou-se para 17.130 milhões de euros.

O défice da balança comercial aumentou 2.670 milhões de euros face ao ano anterior, refletindo-se num decréscimo da taxa de cobertura em 2,0 pontos percentuais, para 77,2%, em 2018.

Em 2017, as exportações e importações de bens tinham subido 10% e 13,1%, respetivamente.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações cresceram respetivamente 5,5% e 7,6% em 2018 (+8,9% e +11,4% em 2017) e o défice da balança comercial situou-se em 12.152 milhões de euros, aumentando 1.854 milhões de euros face a 2017.