Conjunto de 25 documentos de freguesia de Matosinhos doados ao Arquivo Histórico

Conjunto de 25 documentos de freguesia de Matosinhos doados ao Arquivo Histórico
Lusa

Um conjunto de 25 documentos relativos à freguesia de São Mamede de Infesta, em Matosinhos, do período do final da Monarquia e início da República vão ser doados pelo engenheiro Tito Conrado ao Arquivo Histórico Municipal.

A proposta de "Doação de Espólio do Eng.º Tito Conrado ao Arquivo Histórico Municipal", em votação na terça-feira na reunião privada do executivo municipal, explica que os documentos estão relacionados com o antigo Centro Republicano e Democrático Cândido dos Reis.

"Este centro republicano, que muito contribuiu para a difusão das ideias republicanas, foi denominado de Cândido dos Reis em honra do herói da República. O centro começou a funcionar com a implantação da República, em 1910", sustenta.

No edifício onde funcionou o Centro Republicano existia um amplo salão onde se juntavam os republicanos e adeptos do republicanismo para as suas atividades e existia a tradição de comemorar a República neste centro deitando foguetes, fazendo palestras e um arraial, explica.

Entre os documentos estão cartas, jornais, manifestos, crónicas, almanaques ou convites.

A proposta ressalva que Tito Conrado tenciona doar os documentos ao Arquivo Histórico Municipal por considerar ser o local mais indicado para guardar este espólio.

"Dada a importância destes documentos para a história social e política do concelho de Matosinhos no período da implantação da república, considera-se este acervo documental de extrema importância para a história da freguesia de São Mamede de Infesta, sendo uma mais-valia para o Arquivo Histórico Municipal e para a cidade de Matosinhos, propondo-se, pois, a aceitação de tão importante doação", sustenta.

Além desta doação, a Câmara Municipal de Matosinhos vai também votar a instalação de um sistema de lavagem a seco para viaturas ligeiras no Parque da Marginal como forma de o "dinamizar".

A instalação deste equipamento implicará a ocupação de cerca de três lugares de estacionamento e servirá como um "complemento" ao serviço prestado, realça a proposta "Autorização de um Sistema de Lavagem a Seco para Viaturas Ligeiras -- Parque da Marginal de Matosinhos".

O parque tem atualmente 277 lugares de estacionamento que, por motivos operacionais, poderão ser ajustados, refere.