Chineses da CIF com investimento de 47 MEuro em central térmica em Luanda

Chineses da CIF com investimento de 47 MEuro em central térmica em Luanda
Lusa

O grupo China International Fund (CIF) vai investir 55,5 milhões de dólares (47 milhões de euros) na instalação de uma central térmica em Luanda, para produzir energia elétrica.

Segundo o contrato de investimento privado, aprovado no final de setembro pelo Governo angolano, ao qual a Lusa teve hoje acesso, a central em causa visa a produção de energia para a fábrica de cimentos do próprio grupo, que funciona na comuna do Bom Jesus, arredores de Luanda.

Além disso, o grupo CIF já celebrou um contrato de aquisição de energia com a empresa pública Rede Nacional de Transporte, que adquire 50 MegaWatts (MW) de eletricidade ali produzida, "resultante do excedente".

Contudo, de acordo com o mesmo documento, o grupo investidor ainda não recebeu a respetiva licença de concessão, obrigatória nos termos da Lei da Delimitação dos Setores da Atividade Económica.

"O presente contrato de investimento visa reconhece a implementação de uma central térmica, destinada à auto-produção de energia, que terá como sociedade veículo a CIF Central Térmica", acrescenta o contrato entre o grupo chinês e a Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP), em representação do Estado angolano.

O investimento envolve ainda a criação de 65 postos de trabalho diretos, 19 dos quais para estrangeiros, com o Estado a comprometer-se com a atribuição de incentivos fiscais como a redução em 37,5% na taxa de impostos Industrial, sobre Aplicação de Capital e de Sisa a pagar, durante um período de seis anos.

A CIF é um dos maiores grupos chineses a operar em Angola, com atividade em várias áreas.