Academia Portuguesa de Cinema distingue seis alunos com Prémios Sophia Estudante

Academia Portuguesa de Cinema distingue seis alunos com Prémios Sophia Estudante
Lusa

A Academia Portuguesa de Cinema distinguiu quinta-feira seis realizadores em início de carreira, com os Prémios Sophia Estudante, nas categorias de Ficção, Documentário, Animação e Experimental, na sessão realizada no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

O Prémio Sophia Estudante de melhor Ficção foi para o filme "Snooze", de Dinis Leal Machado, da Escola Superior de Media Artes e Design de Vila do Conde (ESMAD), o mesmo estabelecimento de ensino do vencedor do Prémio Sophia de Animação, João Gonzalez, com "The Voyager", e das distinguidas na categoria Experimental, Amélia Urbano, Beatriz Mota e Lúcia Pinto, pelo filme "Reminiscência".

O vencedor do Prémio Sophia Documentário foi Miguel Saraiva Braga, da World Academy de Lisboa, com o filme "Sou".

Os diferentes vencedores, aos quais se juntam os segundos e terceiros classificados de cada categoria, são agora candidatos ao Grande Prémio Sophia Estudante, que será atribuído na gala dos Prémios Sophia, em 25 de março de 2018.

Os outros candidatos são Renato Arroyo e Francisco Ferreira ("Íris"), Vasco Reis Ruivo e Gonçalo de Almeida ("Foi"), e Elton Fortes, Felix Lima, Pedro Ferreira e Tiago Nunes ("Vozes ao vento"), da Universidade Lusófona, Eva de Wit ("Rumo à Onda grande"), da ETIC, Alexandra Barbosa ("Camel Toe"), da Escola Artística de Soares dos Reis, Alícia Moreira ("A Clarabóia), do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, Carolina Coelho ("N"), da Universidade da Beira Interior, e Rita Ventura (Blondes Make the Best Victims"), da ESMAD.

De acordo com a coordenação dos Prémios Sophia Estudante, este ano o concurso contou 86 obras de 18 escolas.