Sporting anuncia sucessora de Susana Cova no comando técnico da equipa feminina

Sporting anuncia sucessora de Susana Cova no comando técnico da equipa feminina
Redação

Nova treinadora das leoas foi promovida internamente e está ligada ao emblema de Alvalade desde a época 2016/17

Mariana Cabral é a nova treinadora da equipa feminina do Sporting, anunciou o clube lisboeta, esta quarta-feira, através de um comunicado publicado no sítio oficial na Internet. A técnica, de 33 anos e, de resto, a sucessora de Susana Cova, já estava em Alvalade.

Até abraçar este novo desafio na curta carreira de treinadora, que se vai estender ao longo da próxima temporada, Mariana Cabral orientou a equipa B feminina do Sporting (20/21) e, ainda antes disso, a formação sub-19 leonina (desde 2016/17) - um percurso claramente em ascensão.

A equipa técnica liderada por Mariana Cabral é composta pelos treinadores-adjuntos Beatriz Teixeira e João Almeida Rosa, o treinador de guarda-redes Gonçalo Xavier, o preparador físico Nuno Ribeiro e pelo o analista João Mateus.

Na primeira declaração como treinadora da principal equipa feminina do Sporting, aos canais do clube, a sucessora de Susana Cova apontou, dada a génese do clube verde e branco, ao enriquecimento do museu/palmarés do mesmo e à própria valorização da modalidade.

"Temos uma fasquia muito alta e o futebol feminino não quer fugir a esse patamar. O futebol feminino está aqui para dar títulos ao Sporting, para lutar constantemente por títulos. Vamos, desde o primeiro dia, tentar ganhar com um futebol que envolva os sócios e adeptos e que traga mais gente aos estádios. Que consiga levar mais pessoas a ligarem a televisão para verem futebol feminino. É isso que nos interessa: valorizar o cube e valorizar o futebol feminino", afirmou Mariana Cabral, que traçou o perfil das atletas que pretende orientar.

"Jogadoras mais novas, jogadoras mais experientes, jogadoras portuguesas e jogadoras que vêm de fora. Jogadoras muito ambiciosas e competitivas; é isso que queremos. Jogadoras que queiram estar no Sportin, que mostrem que merecem representar o Sporting. Isso é o principal e o mais importante. Precisamos de envolver toda a gente nesta ideia de que o ADN Sporting é o mais importante. O clube está em primeiro lugar", acrescentou.

Mariana Cabral vai, em conjunto com a equipa técnica e os responsáveis leoninos, trabalhar, para já, na reformulação do plantel feminino, que sofreu, no início deste mês, um emagrecimento com as saídas de Amanda Pérez, Ana Capeta, Carlyn Baldwin, Carolina Mendes, Inês Pereira, Mónica Mendes, Nevena Damjanović, Patrícia Morais e Raquel Fernandes.