Francisco Neto e o duplo desafio da seleção feminina: "Será sempre um muito perigoso"

Francisco Neto e o duplo desafio da seleção feminina: "Será sempre um muito perigoso"
Redação com Lusa

Selecionador alerta para "duplo compromisso muito perigoso" frente a Turquia e Israel.

O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, alerta para as dificuldades que esperam Portugal no arranque da fase de apuramento para o Mundial'2023, salientando o valor das congéneres de Turquia e Israel.

Com a estreia frente à seleção turca marcada para Alanya, na quinta-feira, às 19h00 locais (17h00 em Lisboa), o técnico da equipa das quinas vincou o crescimento recente destes dois adversários, visível sobretudo ao nível da organização, mas também dos resultados obtidos a nível internacional.

"A Turquia e Israel, a jogarem em casa e com o grupo em aberto, vão ser ainda mais difíceis. É o início da época, as equipas não estão nos seus melhores momentos e será sempre um duplo compromisso muito perigoso, onde nós temos de respeitar o adversário, saber aquilo que queremos e também a posição que ocupamos", afirmou o selecionador luso aos jornalistas.

Com o atual 30.º lugar no ranking FIFA, a seleção portuguesa surge muito à frente de Turquia e Israel, que ocupam apenas o 69.º e 71.º lugares da hierarquia mundial, respetivamente. Sem querer assumir algum tipo de favoritismo, Francisco Neto assegurou que os objetivos estão "bem determinados", apesar de considerar que, "tanto no futebol masculino como no futebol feminino", já não existem jogos fáceis.

"A Turquia tem feito sempre golos a quase todas as equipas, é uma equipa muito competitiva, muito agressiva e muito disponível. Já Israel, é uma equipa que defende com uma linha de cinco, com muita gente atrás da linha da bola, mas que quando tem a bola gosta de sair, gosta de ter a bola e gosta de se expor um bocadinho. Ou seja, são equipas muito organizadas", resumiu, complementando: "O crescimento [de Portugal] é lento, mas sustentado".

Por outro lado, o selecionador nacional relativizou a dupla jornada fora de portas a abrir a qualificação para o Campeonato do Mundo de 2023, que irá ter lugar na Austrália e na Nova Zelândia, e asseverou que Portugal está ciente da missão.

"É o calendário que temos, sabemos que queremos conquistar os seis pontos, sabemos o que temos de fazer, e aquilo que temos de trabalhar antes de lá chegar. Vamos à procura desses seis pontos nesta dupla jornada, sabendo que vamos ter de jogar contra todas as equipas. Não vale a pena agora estarmos aqui a arranjar [desculpas], sabemos sempre a dificuldade", frisou.

Portugal foi pela primeira vez cotado como uma equipa do Pote 2 no sorteio que ditou o Grupo H, onde figuram também as seleções da Alemanha, da Bulgária e da Sérvia. Para Francisco Neto, esse estatuto era algo muito ambicionado, uma vez que dá, teoricamente, um maior conforto em termos de definição dos opositores, mas lembrou que nem sempre este estatuto é sinónimo de qualificação para Europeus ou Mundiais.

"Claro que tem havido, felizmente, exceções e nós fomos isso no apuramento para o Europeu em 2017. E é isso também que nos ensina a história: temos de respeitar muito as equipas dos outros potes, porque, quando as equipas de cima não são realmente competentes nestes jogos, acabam por perder pontos e depois podem pagar uma fatura mais à frente", notou.

A convocatória com 23 jogadoras - dominada por Sporting (6), Sporting de Braga (6) e Benfica (5) - é, segundo o treinador português, um "misto de experiência com a integração de novas jogadoras" que representam o futuro de Portugal, mas que já contam com "muita experiência internacional" ao nível das camadas mais jovens. Simultaneamente, representa também uma garantia de estabilidade no trabalho da equipa técnica para ser fiel à sua identidade.

"A ideia de jogo é não abdicar daquilo que temos sido: uma equipa que quer assumir o jogo, que procura ter bola, que consegue dominar ou ter o controlo do jogo, mesmo quando não temos bola, e reconhecer os espaços", explicou, concluindo: "O grande segredo é procurar esse equilíbrio entre a ideia de jogo - que para nós é sempre fundamental -, mas também conseguir antecipar cenários para passar para os dois jogos que vamos ter".

A seleção comandada por Francisco Neto tem um treino agendado para as 19h00 locais desta quarta-feira no Estádio Oba, em Alanya, onde vai ser realizada a partida. O encontro entre Portugal e Turquia, a contar para a primeira jornada do Grupo H de apuramento para o Mundial'2023, está marcado para quinta-feira às 19h00 locais (17h00 em Lisboa).