FPF divulga valor do teto salarial no futebol feminino

FPF divulga valor do teto salarial no futebol feminino
Redação

Formato da prova também foi divulgado.

A Federação Portuguesa de Futebol divulgou o teto salarial para o futebol feminino, devido "às circunstâncias excecionais decorrentes da pandemia covid-19 e à necessidade de garantir o equilíbrio dos clubes e a estabilidade da competição".

Assim, foi "estabelecido o limite máximo de 550 mil euros para a massa salarial [soma dos salários do plantel e/ou subsídios declarados no contrato] das jogadoras inscritas na temporada 2020/21".

A Liga BPI será disputada por 20 clubes na primeira fase, divididos em série Norte e série Sul, apenas a uma volta, algo que até então não acontecia. A segunda fase será disputada por oito clubes, a duas voltas.

"A Liga BPI é disputada na 1.ª Fase por 20 clubes, que são divididos em duas séries, a série Norte e série Sul, de 10 clubes cada, distribuídos de acordo com a sua localização geográfica. Em cada série, todos os clubes jogam entre si, uma vez e por pontos, conforme sorteio. Os clubes da Região Autónoma da Madeira são inseridos na série Sul. 8. Apuram-se para a 2.ª Fase - Apuramento de Campeão os quatro melhor classificados de cada série da 1.ª Fase. 9. Os restantes 12 clubes apuram-se para a 2.ª Fase - Manutenção e Descida, transitando de fase com metade dos pontos conquistados na 1.ª Fase.

A 2.ª Fase - Apuramento Campeão é disputada por oito clubes que jogam entre si, duas vezes e por pontos, uma na qualidade de visitado e outra na qualidade de visitante, conforme sorteio, para apurar o vendedor da Prova", pode ler-se.