André Vale e o Lyon: "Ninguém exige a vitória neste jogo, mas nós queremo-la"

André Vale e o Lyon: "Ninguém exige a vitória neste jogo, mas nós queremo-la"
Redação

Águias, com um ponto somado ao empatarem com o Bayern, têm o segundo teste de fogo na Champions com a visita ao reduto do Lyon. Raysla é baixa por lesão

O treinador adjunto da equipa de futebol feminino do Benfica, André Vale, afirmou esta quarta-feira que, apesar de ninguém exigir a vitória diante das francesas do Lyon, o clube lisboeta irá procurá-la, na segunda jornada da Liga dos Campeões.

Depois de um nulo muito positivo na receção às alemãs do Bayern de Munique, o Benfica enfrenta agora as líderes do "ranking" mundial e sete vezes campeãs europeias, na primeira experiência de um clube português entre os 16 melhores do continente.

"Toda a gente quer jogar contra o primeiro do "ranking" e sabe a dificuldade que esse jogo vai ser, mas entendem o desafio que aí vem. Gostamos de grandes desafios, já o demonstrámos contra o Bayern, e este jogo com o Lyon não é exceção. Quando temos este símbolo ao peito, temos sempre de entrar para dar tudo. Ninguém exige a vitória neste jogo, mas nós próprios queremos procurá-la", sublinhou, em antevisão à partida.

No início de um treino no campo sintético do interior do complexo do Estádio da Luz, o técnico "encarnado" realçou que, apesar da igualdade conseguida na primeira ronda, as ambições do Benfica na prova continental "não mudaram", passando por evoluir até outros patamares, o que é conseguido neste tipo de jogos, frente às melhores equipas.

"[O Lyon] É muito forte coletiva e individualmente, com jogadoras muito experientes, fortes nas transições e que entendem muito bem o jogo. Achamos que, depois do que viram com o Bayern, vão entrar com um respeito diferente, pois entendem que não viemos à Liga dos Campeões passear, mas para ganhar experiência e crescer", alertou.

Independentemente dos resultados, a motivação das "águias" "tem de ser intrínseca", expressou André Vale, que fala em "vários planos de jogo" e no "empenho das jogadoras para cumprir esses planos à risca", para tentar combater o "poderoso" Lyon.

"[Combate-se] Com trabalho, muita estratégia, muito detalhe e um planeamento que seja infalível. Com o Bayern, as jogadoras foram inexcedíveis a seguir a estratégia de jogo. Felizmente, o plano A correu muito bem e é o que planeamos para o Lyon, ter vários planos de jogo, conforme as situações que possam vir a acontecer", explicou.

Dessa forma, André Vale falou numa "semana feliz" e com dedicação, excetuando a grave lesão sofrida pela avançada Nycole Raysla, no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, que terminou prematuramente a época da internacional brasileira.

"A Nycole foi a primeira a reagir, de forma fantástica, ao que lhe sucedeu. Quando a jogadora que ficou lesionada tem este tipo de postura, as outras só ganham o triplo da força e estão prontas para tudo", disse, acrescentando: "Qualquer jogadora que ocupe a mesma posição da Nycole vai crescer muito e aproveitar o momento para aparecer".

O Benfica está igualado com o Bayern de Munique na segunda posição do Grupo D da Liga dos Campeões de futebol feminino, com um ponto, e visita na quinta-feira o Lyon, na liderança, com três pontos, depois do triunfo por 3-0 diante das suecas do Hacken.