Vendeu a mota, comprou uma câmara e criou a Carca TV

Vendeu a mota, comprou uma câmara e criou a Carca TV

Vendeu a mota por 3000 euros para poder comprar uma câmara e dar início às transmissões em direto de todos os jogos em casa dos escalões de formação e seniores do Grupo Sportivo de Carcavelos. A Carca TV chega a todo o mundo e está a fazer sucesso

As mãos de João Rodrigues dos Santos parecem multiplicar-se quando está a filmar os jogos do Grupo Sportivo de Carcavelos, pequeno clube da Linha de Cascais com cerca de 300 futebolistas, distribuídos por dez equipas nos vários escalões - os seniores jogam na 1.ª divisão da Associação de Futebol de Lisboa. O homem, que é também o vice-presidente do clube responsável pela formação, opera sozinho três câmaras e um computador nas transmissões em direto - "live streaming" - que faz dos jogos disputados em casa de todos os escalões do seu clube. A transmissão é feita via "Mycujoo" e, em época de estreia, já leva mais de 100 jogos em direto, perto de 1,3 milhões de visualizações e um prémio, dado pela plataforma online, de segunda melhor televisão do mundo e primeira da Europa.

Começa este projeto com o pé direito. Um prémio logo no primeiro ano.

Eu considero ser o ano zero. Ainda estamos a afinar a máquina. Mas penso que com este nível de qualidade, é um projeto pioneiro. Tenho ouvido muitos clubes dizer que querem fazer o mesmo. A Carca TV vive ainda maioritariamente do meu investimento pessoal, mas espero dar-lhe viabilidade financeira, só assim fará sentido.

Estamos a falar de um clube de pequena dimensão que faz transmissões em direto para todo o mundo. Quem vê a Carca TV?

Os jogadores, os pais, os treinadores, os árbitros, as equipas adversárias. Para os treinadores, é ótimo poderem mostrar aos jogadores onde erraram, para os árbitros também é interessante voltarem a ver os jogos, as outras equipas podem estudar o adversário. Os jogos têm "live streaming", mas podem ser vistos depois novamente.

Consegue perceber se o interesse pela Carca TV vai além das pessoas envolvidas com o GS Carcavelos?

Temos visualizações de todo o mundo. Pelo Google Analytics consigo perceber que a maioria das pessoas está efetivamente na Grande Lisboa e em Portugal, mas há muito interesse também no Brasil, o que é curioso. Temos visualizações de mais de uma centena de países.

Tem ideia de quantas pessoas costuma ter a ver um direto?

Houve um, logo no início, com 5000 visualizações, mas foi um caso excecional. A média é entre as 200 e as 400 pessoas. Depois, ao longo da semana, ultrapassamos os vários milhares de visualizações com os resumos.

Como começou este projeto?

Tenho três filhos e sempre tive a mania de os filmar, para ter um registo para a posteridade. Eles começaram a jogar futebol logo aos três anos e comecei a achar que os outros meninos também gostavam de ver os vídeos. Então comecei a filmar outras equipas. Até que em 2015/16 propus à Direção do GS Carcavelos criar uma newsletter e a Carca TV, inicialmente só com os resumos das jornadas e os lances e golos mais bonitos.

Tudo isso tem custos suponho...

Inicialmente, os custos eram mais ao nível de tempo. Depois, conheci a "Mycujoo" e meti na cabeça que seria giro fazer as transmissões em direto. Basicamente vendi a minha moto por 3000 euros e comprei material...

O clube não ajudou?

Fiquei com a angariação de publicidade para um dos muros do nosso campo na Quinta Nova, o que fica do lado do público e de frente para as câmaras. Antes da Carca TV, o clube não conseguia vender publicidade para aquele espaço, agora tem outro potencial e já obtive alguns anúncios. Estou a preparar um dossiê para distribuir nas empresas locais. A "Mycujoo" vai também começar a introduzir publicidade e, em paralelo, já nos contrataram para ir filmar um torneio de Páscoa e a Ibercup. Penso que no próximo ano a máquina vai estar afinada.

Tem alguém a ajudá-lo?

O Rodrigo Albergaria, um antigo locutor de rádio que faz o relato dos jogos e as estatísticas.

Isso quer dizer que é o João a filmar, a realizar, a fazer o grafismo e ainda a editar todos os jogos em casa das dez equipas do clube? Para além de fazer a newsletter?

Sim, sou. Não tinha formação na área, fui estudando por minha iniciativa. Os meios à disposição são imensos, todos nós podemos aprender.

E porque faz tudo isto?

Dá-me muito gozo poder dar aos atletas este acervo vídeo/gráfico e vê-los contentes com o trabalho que faço. Sinto que eles valorizam-no. Mesmo que fossem só eles a ver a Carca TV, já valeria a pena.

SABIA QUE

João Rodrigues dos Santos tem 48 anos, acabados de fazer. Formado em Relações Internacionais, a primeira mota que vendeu foi para ir estagiar para a Comissão Europeia, em Bruxelas, onde ficou dois anos e foi eleito para o comité de estágios. De regresso a Portugal, entrou na Administração Pública Central e ocupou-se de fundos estruturais até se fartar da falta de progressão na carreira e decidir ir para casa e ficar a tomar conta dos filhos. Foi há seis anos e admite que, neste momento, já não procura trabalho. O tempo dedica-o à família e ao GS Carcavelos, onde é vice-presidente para além de autor e responsável pela Carca TV e pela newsletter do clube.