Totti fala da separação: "Ilary tinha mais do que um. Esvaziou os cofres com a ajuda do pai"

Totti fala da separação: "Ilary tinha mais do que um. Esvaziou os cofres com a ajuda do pai"
Redação

Tópicos

Figura incontestável da Roma falou sobre a sua separação, garantindo não ter sido "o primeiro a trair".

Francesco Totti, figura incontestável da Roma, separou-se de Ilary Blasi após 17 anos de casamento e três filhos em comum. Muitos rumores surgiram sobre os motivos que levaram ao divórcio, que ocorreu em julho. Agora, o antigo jogador dá a sua versão, em entrevista ao jornal "Corriere della Sera".

"Não é verdade que tenha sido eu o primeiro a trair. Li demasiadas parvoíces nas últimas semanas, algumas delas fizeram os meus filhos sofrer. Chega. Vivi um período difícil. Primeiro quando deixei de jogar, depois com a morte do meu pai, vítima de covid-19, e, quando mais precisava da minha mulher, ela não estava lá", começou por dizer.

"Eu também cometi erros, devia ter-lhe prestado mais atenção. Em setembro do ano passado [2021] comecei a ouvir rumores de que a Ilary teria outro. Efetivamente, [tinha] mais do que um. Depois descobri mensagens no telemóvel dela, do género 'vemo-nos no hotel, é mais prudente da minha parte'. Caí numa depressão e só saí dela graças à Noemi Bocchi [atual companheira], que é em tudo diferente da Ilary", continuou, antes de concluir:

"A Ilary tirou-me a coleção de relógios, incluindo alguns Rolex de grande valor. Esvaziou os cofres com a ajuda do pai."