Roland Garros: João Sousa "muito contente" apesar da entrada menos boa

Roland Garros: João Sousa "muito contente" apesar da entrada menos boa

Na próxima ronda, Sousa, que chega pela terceira vez a esta fase da prova gaulesa, vai medir forças com o vencedor do embate entre o italiano Andreas Seppi, atual 38.º do mundo, e o letão Ernests Gulbis, cotado no posto 80 do 'ranking'.

O tenista português João Sousa, 26.º cabeça de série, manifestou-se "muito contente" com a qualificação para a segunda ronda de Roland Garros, segundo torneio do 'Grand Slam' do ano, depois de derrotar o bósnio Damir Dzumhur.

"Estou muito contente com esta vitória, por ter conseguido vencer mais um encontro num 'Grand Slam'. (...) Penso que fiz um bom encontro", afirmou, em declarações divulgadas pela assessoria de imprensa do tenista.

João Sousa, atual 29. do 'ranking' mundial, reconheceu, ainda assim, que não conseguiu entrar da melhor maneira no encontro, em que necessitou de três horas e quatro minutos para ultrapassar o atual 73.º jogador da hierarquia, por 2-6, 7-6 (10-8), 6-4 e 7-5.

"Eu sabia que ele era um jogador bastante complicado e talentoso, que sabia que o meu jogo não encaixava muito bem no dele. Mas felizmente consegui vencer, que era o importante. Foi um encontro muito exigente a nível físico e mental para dar a volta ao que aconteceu. Consegui estar muito focado no que tinha de fazer e, a partir daí, depois de ter vencido o segundo 'set', comecei a ser mais acutilante, a servir melhor e as coisas encarrilaram na melhor direção", comentou.

"Agora é tempo de recuperar bem porque foram quase três horas de jogo e portanto amanhã [quarta-feira] pensarei no encontro da segunda ronda", concluiu.