Novas regras em estudo para o Estatuto do Estudante-Atleta

Novas regras em estudo para o Estatuto do Estudante-Atleta

Cerca de 80 por cento dos atletas das seleções nacionais estão no sistema de ensino e um grupo de trabalho tem propostas para lhes facilitar a vida pronto para apresentar ao Governo

Portugal vai apostar mais no apoio às chamadas carreiras duais de praticantes desportivos e estudantes, uma realidade que abrange cerca de 80 por cento dos atletas de alto rendimento e que integram seleções nacionais.

"Oitenta por cento dos atletas em seleções nacionais estão ainda no sistema de ensino", disse, esta quinta-feira, em Lisboa, Duarte Lopes, na apresentação das conclusões de um estudo sobre "medidas a adotar para o apoio às carreiras duais de praticantes desportivo".

O grupo de trabalho, coordenado por Duarte Lopes e que integrou representantes de várias áreas do governo e setores do desporto e educação, também se debruçou sobre o "Estatuto do Estudante-Atleta", apresentando as propostas que agora são tornadas públicas.

Entre as propostas, destacam-se a criação da figura do dirigente técnico (tutor) nas federações desportivas, o incentivo aos planos individuais, a permanente atualização da base de dados e a criação da uma rede de serviços de apoio especializados.

Nos estabelecimentos de ensino, recomenda-se a figura do professor-formador para acompanhamento do atleta de alto rendimento, com consideração dessa função no seu horário de trabalho. O ensino à distância do aluno atleta, a criação de serviços desportivos nas universidades, a extensão do seguro escolar às atividades desportivas e a consideração dos feitos desportivos no suplemento do diploma são outras recomendações.

A nível de pós-carreira, é proposto um plano anual de sensibilização e capacitação dos agentes desportivos e a aposta na transição para o mercado de trabalho.

Na reformulação da atual legislação para a matéria, as conclusões do grupo de trabalho sugere para o Estatuto do Estudante-Atleta, entre outros aspetos, a possível relevação de faltas, época especial de exames, o adiamento da entrega e apresentação de trabalhos ou relatórios e a escolha de turmas e horários mais adequados à atividade desportiva de alto rendimento.