Treinador americano treina sul-sudaneses que ficaram tetraplégicos

Treinador americano treina sul-sudaneses que ficaram tetraplégicos

Treinador de basquetebol Jess Markt começou a treinar a equipa sul-sudanesa da modalidade em cadeira de rodas.

O treinador norte-americano de basquetebol Jess Markt começou a treinar a equipa sul-sudanesa da modalidade em cadeira de rodas, apoiando os basquetebolistas que ficaram paraplégicos durante a guerra pela independência no país.

Markt, que estará a dar sessões de treino durante dez dias, espera que o desporto contribua para dar "esperança e confiança aos que foram vítimas da guerra no país".

O treinador, também ele paraplégico desde os 19 anos, pediu ao governo do Sudão do Sul para promover "o desporto como um meio de passar a todos a ideia de que as pessoas conseguem alcançar mais do que aquilo que a sociedade assume que eles conseguem".

Apesar de conseguir a independência em 2011, o país enfrentou uma guerra civil em 2013 e a violência continuou a afetar a nação mais jovem do mundo.

Markt disse que os confrontos constantes fazem com que "as pessoas paraplégicas não tenham a oportunidade de jogar um desporto em cadeira de rodas, como o basquetebol".

Segundo os censos de 2008 do Sudão do Sul, existem mais de 450.000 pessoas com deficiências motoras no país, que dependem da assistência de organizações internacionais.