Angola de Moncho López falha título africano

Angola de Moncho López falha título africano

A Nigéria sagrou-se campeã africana, derrotando Angola na final do Afrobasket'2015, ao mesmo tempo que ganhou um lugar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A Nigéria sagrou-se, pela primeira vez, campeã africana de basquetebol, ao vencer, por 74-65, Angola, que procurava o 12.º troféu na final da 28.ª edição do Afrobasket, em Radés, na Tunísia.

Foi o primeiro título africano de seleções arrebatado pelos nigerianos, que já tinham estado em três finais e haviam acabado sempre no segundo lugar do pódio, em 1999 e 2003 derrotados por Angola.

O sucesso de hoje que qualifica diretamente a Nigéria para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, enquanto Angola terá de disputar um torneio de pré-qualificação olímpico no próximo ano.

Os jogadores angolanos, orientados pelo treinador espanhol do FC Porto, Moncho López, acabaram por comprometer as suas aspirações à vitória durante o segundo período de jogo, altura em que sofreram um parcial de 27-11.

Na segunda parte, Angola melhorou de rendimento ofensivo, esboçou uma interessante reação, a qual, porém, não deu para anular a desvantagem verificada ao intervalo (37-24).

A Nigéria sustentou o seu sucesso através de uma flagrante superioridade na luta das tabelas, ao somar 60 ressaltos contra apenas 37 dos 'palancas negras'.

Chamberlain Oguchi (19 pontos e sete assistências), Andy Ogide (10 pontos e oito ressaltos) e Olaseni Lawal (12 pontos e oito ressaltos) foram os protagonistas do triunfo nigeriano.

Por Angola, o mais eficaz foi o extremo Carlos Morais, com 15 pontos, dois ressaltos, duas assistências e dois roubos de bola.

No duelo para apurar o terceiro e quarto classificados, a Tunísia venceu o Senegal por 82-73, garantindo assim a medalha de bronze do Afrobasket'2015. Estas duas seleções também vão disputar o torneio pré-olímpico de qualificação para os Jogos do Rio de Janeiro'2016.