Furacão não cancela Maratona de Nova Iorque

Furacão não cancela Maratona de Nova Iorque

Apesar dos estragos causados pela passagem do "Sandy", organização mantém a prova, que passa em cinco distritos da cidade, para domingo.

Os organizadores da maratona prevista para o próximo domingo em Nova Iorque decidiram manter a sua realização, apesar dos destroços causados pela tempestade 'Sandy', afirmou o 'mayor' da cidade, Michael Bloomberg, noticia a Efe.

"A maratona [na qual 50 mil atletas percorrem os cinco bairros da cidade] vai-se fazer. Esperamos que a maior parte do fornecimento de eletricidade tenha sido reposto, se não a totalidade", disse Bloomberg, durante um encontro com jornalistas.

O autarca de Nova Iorque informou ainda que a corrida, a que mais participantes tem das que se disputam no mundo, partirá da Staten Island, estando a decorrer a limpeza da zona e das principais vias da cidade.

Bloomberg reconheceu que há pessoas que entendem que a prova não se deveria realizar nas atuais circunstâncias, mas contrapôs a importância que o evento tem na economia da cidade, motivo pelo qual é desejável que se faça.

"Há uma quantidade imensa de pequenos negócios que dependem dos corredores, muitas pessoas vêm assistir e temos de manter a nossa economia", disse Bloomberg.

Não obstante, pediu aos participantes que limitem a sua participação "cerca das oito ou nove da noite", para que, por volta dessas horas, não continuem a correr, "devido à escassez de recursos e à possibilidade de ainda existirem apagões".

A corrida, que tem um itinerário de mais de 42 quilómetros, que se faz desde 1970, consegue juntar cerca de dois milhões de espetadores.