Arsenal insiste em William

Ingleses preparam nova proposta com 30 milhões de euros a pronto para convencer o Sporting a deixar sair o médio até ao final desta semana.

A estrela de William Carvalho ainda não se apagou no mercado de transferências e, em Inglaterra, é dado como certo que o Arsenal vai voltar à carga para garantir a contratação do médio do Sporting, estando a preparar uma proposta superior a 30 milhões de euros para assegurar a concretização do negócio até ao final da semana.

O interesse do Arsenal em William não é novo e o emblema londrino até já viu ser rejeitada uma proposta de 30 milhões de euros, tendo a SAD feito saber que não estava disposta a negociar pagamentos faseados: como base de licitação, são exigidos um mínimo de trinta milhões de euros a pronto pagamento.

Com consciência do facto e sem ter encontrado alternativas superiores no mercado - pensaram em Khedira, médio de 27 anos do Real Madrid, mas o salário auferido pelo alemão é muito elevado -, os londrinos estão agora dispostos a rever as condições a propor e deverão avançar nos próximos dias, aguardando apenas pelo regresso da equipa e do presidente, no Egito até à madrugada de terça-feira.

Certo é que os leões gostariam de contar com o jogador, pelo menos durante mais uma temporada, mas estão conscientes da dificuldade de segurar o atleta perante o assédio de um dos principais clubes da Premier League, capaz de lhe oferecer um vencimento de momento incompatível com a realidade financeira verde e branca. Resta saber se Bruno de Carvalho irá manter-se firme na exigência dos 45 milhões de euros que constam da cláusula de rescisão inscrita no contrato do jogador.

De acordo com a Imprensa inglesa, William é o alvo prioritário de Arsène Wenger, o treinador dos gunners, que admitiu esta semana, depois da goleada aplicada ao Benfica, que a sua equipa se mantém no mercado para adquirir um reforço para o centro da defesa e um médio defensivo.

Fora desta corrida parece estar o Manchester United que, depois de ter estado na frente da lista de interessados durante o (curto) consulado de David Moyes, perdeu motivação desde que Louis van Gaal tomou conta da equipa e de toda a estrutura do futebol. O selecionador que levou a Holanda ao terceiro lugar do Mundial do Brasil está a proceder à renovação do plantel mas refreou o ímpeto de investimento no mercado durante esta pré-temporada. William continua a ter diversos outros emblemas no seu encalço, entre Inglaterra (Chelsea e Manchester United), Espanha (Barcelona e Real Madrid), França (Mónaco) e Itália (Inter de Milão e Juventus), mas a única proposta concreta iminente parece ser a que prepara o Arsenal.