Zenit volta hoje à luz por Garay

Clube de São Petersburgo vai melhorar a proposta, Luís Filipe Vieira aceita ouvir, mas agora só liberta El Negro pelos 20 milhões da cláusula de rescisão

Uma comitiva do Zenit é hoje novamente esperada em Lisboa para tentar levar Garay. Ao que O JOGO apurou, o emblema russo far-se-á representar por vários dirigentes na capital, à qual chegam com o intuito de apresentar uma proposta melhor do que a última colocada em cima da mesa, cifrada em dez milhões de euros mais o passe do central português Neto.

O clube de São Petersburgo está determinado a garantir os serviços do internacional argentino e, depois de já ter chegado a acordo com o jogador - tal como O JOGO adiantou oportunamente, os termos do contrato com o central estão totalmente acertados -, ainda não desistiu de atingir uma plataforma de entendimento com Luís Filipe Vieira e seus pares. Depois de já terem levado negas a ofertas anteriores, com a "licitação" a começar nos sete milhões e a escalar até aos referidos dez (sempre com o passe de Neto), a ideia do Zenit é agora subir este montante em dinheiro, fazendo neste caso desvalorizar a cotação dos direitos económicos do internacional português.

Os russos querem aproveitar o curto espaço de tempo em que a equipa e os dirigentes benfiquistas estão em Lisboa antes de seguirem para Salónica - o grupo vai amanhã para a Grécia, onde na próxima quinta-feira irá defrontar o PAOK, em jogo a contar para os 16 avos de final da Liga Europa - e, caso o negócio lhes sorria, Garay já nem se sentaria no avião rumo ao encontro europeu.

No entanto, e já impossibilitada de sequer inscrever Neto, a SAD encarnada também segue agora firme na vontade de segurar El Negro. Com a equipa isolada no comando do campeonato e ainda com todas as restantes provas em aberto, Filipe Vieira está determinado a manter o pulso firme nas negociações e, sabe O JOGO, só permite a saída pelos 20 milhões de euros estipulados na cláusula de rescisão do defesa.

Para o campeão russo, a investida de hoje será também a última. Ao que foi possível apurar, o clube do Leste colocou Garay no topo da lista de alvos a atacar, mas tem outros dois elementos identificados como alternativas. E numa altura em que começa também a contagem decrescente para o fecho da janela de transferências na Rússia (dia 27 deste mês), os dirigentes do Zenit querem confirmar se poderão ou não contar com o central benfiquista, para depois ainda terem tempo para se dedicar a um dos outros referidos alvos.

Hoje mesmo se poderá saber se o argentino irá então dar novo rumo à sua carreira ainda antes de seguir para o Mundial'2014, ou se, por outro lado, é Luís Filipe Vieira a conseguir resistir ao assédio dos rublos russos numa altura em que já encaixou 70 milhões de euros com as vendas de Matic, Rodrigo e André Gomes, sendo que os dois últimos ainda seguem na Luz.