Wenger vai sair do Arsenal. Será desta?

Wenger vai sair do Arsenal. Será desta?

O contrato termina no final da época e a imprensa inglesa garante que não vai ser renovado

A pesada derrota, por 5-1, com o Bayern marca o início do fim da era de Arsène Wenger no Arsenal. A generalidade da Imprensa inglesa transmite essa ideia, garantindo que apesar de a proposta para a renovação estar em cima da mesa, o técnico francês vai mesmo deixar o clube ao fim de 21 anos - chegou em 1996, proveniente dos japoneses do Nagoya Grampus .

Por entre críticas ao fraco desempenho dos gunners, os média ingleses sublinham que o modelo de Wenger está esgotado e que até os adeptos o veem de forma diferente. "Não estão furiosos com o Wenger, estão tristes", lia-se no "Telegraph", que explicava ser por isso "inevitável a saída" no verão, altura em que o contrato do treinador expira.

À provável eliminação da Liga dos Campeões - pelo sétimo ano seguido nos "oitavos" - juntam-se as fracas exibições na Premier League, com apenas uma vitória nas últimas três jornadas: contra o Hull City (2-0), num jogo em que o Arsenal beneficiou de um golo marcado com a mão por Alexis Sánchez. Os gunners não vencem a liga desde 2004 e a seca ameaça prolongar-se, tendo em conta o 4.º lugar ocupado, a dez pontos do líder Chelsea.