Transmissões da Liga Espanhola homenageiam Chapecoense

Transmissões da Liga Espanhola homenageiam Chapecoense

Entre os seis sobreviventes, constam três futebolistas da equipa brasileira, que ia disputar a primeira mão da final da Taça Sul-americana com os colombianos do Atlético Nacional, em Medellín, clube esse que pediu à Conmebol que atribuísse o título à Chapecoense.

O presidente da liga espanhola de futebol, Javier Tebas, afirmou hoje que as transmissões televisivas das próximas jornadas do campeonato prestarão homenagem às vítimas do acidente de avião fretado pela Chapecoense, que fez 71 mortos e seis feridos.

"Nesta próxima jornada [dos três escalões] será guardado um minuto de silêncio e o nosso sinal televisivo nacional e internacional" fará uma homenagem as vítimas, disse Tebas durante a assinatura de um contrato de patrocínio.

O presidente de 'LaLiga' afirmou que "todos os dias e todos os fins de semana existem centenas de jogadores a viajar em carros, autocarros, comboios e aviões".

"Estão sempre expostos [a correr] riscos de acidentes", acrescentou Tebas, reiterando que todos querem "apresentar condolências as famílias".

No avião, que se despenhou na madrugada de terça-feira em Cerro Gordo, na Colômbia, seguiam 22 jogadores da Chapecoense, 22 dirigentes, membros da equipa técnica e convidados, 22 jornalistas e nove tripulantes, tendo sobrevivido seis pessoas, três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.