Polícia recorre a mergulhadores para procurar diretor do Hamburgo

Polícia recorre a mergulhadores para procurar diretor do Hamburgo

Timo Kraus está desaparecido desde sábado, e suspeita-se de que possa ter caído ao Rio Elba.

As autoridades policiais estão a planear o uso de mergulhadores para procurar no Rio Elba o diretor de marketing do clube de futebol alemão Hamburgo, que está desaparecido desde a noite de sábado.

Timo Kraus, de 44 anos e pai de duas crianças, desapareceu numa saída noturna na qual, segundo o testemunho de amigos, terá abusado do consumo de álcool num restaurante perto do rio.

As suspeitas de queda ao Rio Elba surgem na sequência do último sinal do seu telemóvel ter sido emitido do barco-museu situado na zona marítima da cidade.

Na terça-feira, um cão polícia detetou o seu odor perto da água e a uns 100 metros do bar onde foi visto pela última vez.

A polícia já revelou que vai utilizar os mergulhadores "assim que a corrente e a situação climatérica o permitam".

O Hamburgo tem utilizado as suas contas oficiais no Twitter e Facebook para apelar a informações sobre o paradeiro de Kraus.

A polícia também espera falar com o motorista do táxi que transportou Kraus do bar para o centro da cidade, antes de o dirigente ter voltado, misteriosamente, ao porto por volta da meia-noite.

"Em Hamburgo há cerca de seis mil motoristas de táxi que fazem um bom trabalho, então não é possível que um motorista, que é urgentemente procurado como testemunha, ainda não tenha entrado em contacto", lamentou o chefe da polícia de Hamburgo, Juergen Schubbert.

O agente lembrou que "falta à família [de Kraus] um marido e um pai, e a muitas pessoas um amigo e um colega de trabalho".