Polícia evitou agressões aos jogadores argelinos

Polícia evitou agressões aos jogadores argelinos

No final do Etiópia-Argélia os adeptos da casa entraram em fúria e viraram-se contra os jogadores visitantes.

O caos reinou em Adis Abeba no final do Etiópia - Argélia que terminou 3-3, com os adeptos da seleção da casa a virarem-se contra os jogadores dos visitantes. Em fúria, os adeptos da Etiópia atiraram objetos contra os jogadores argelinos e a situação só não escalou devido à intervenção da polícia, que evitou que a multidão agredisse os atletas entre os quais se encontravam o sportinguista Slimani (marcou um golo) e o portista Brahimi (sofreu uma grande penalidade).

A confusão levou mesmo a que o selecionador da Argélia, o francês Christian Gourcuff, cancelasse a conferência de imprensa no final da partida.

No desafio entre as duas seleções disputado há dias, a Argélia goleou por 7-1, e neste teve sempre de correr atrás do prejuízo. Acabaram por empatar e os adeptos etiopes exaltaram-se.