Guarda-redes Follmann pode ter que amputar segunda perna

Guarda-redes Follmann pode ter que amputar segunda perna

O jogador brasileiro sobreviveu à queda do avião que transportava a equipa do Chapecoense e já foi operado para amputar uma das pernas. A outra ainda corre risco.

O guarda-redes Follmann, que sobreviveu à queda do avião que transportava o Chapecoense, já amputou a perna direita e poderá ficar sem a outra. A informação foi cedida pelo médico Guillermo Leon Molina, responsável pela cirurgia ao jogador brasileiro no Hospital San Vicente Fundação de Rionegro, na Colômbia.

"Existe a possibilidade de ter de amputar a perna esquerda. Ainda não podemos dizer qual a percentagem de possibilidades de isso acontecer, mas ele ainda corre esse risco", informou o médico ao site "UOL Esporte". "O Jackson está estável, nos Cuidados Intensivos, sob os nossos cuidados. Ele foi operado esta manhã para amputar a perna direita e agora precisamos esperar 48 horas para ter um diagnóstico mais completo", completou Guillermo Molina.