Condenado por dizer: "O lugar das mulheres é a cozinha"

Condenado por dizer: "O lugar das mulheres é a cozinha"

John Cummings, dirigente inglês, foi punido com quatro meses de suspensão por ter dito à árbitro Lucy May que o lugar dela "não é num campo de futebol".

O responsável pelo Condado de Northumberland na Federação de Futebol da Inglaterra, John Cummings, foi punido com quatro meses de suspensão por ter dito à árbitro Lucy May, durante um workshop de árbitros em Inglaterra, que "o seu lugar é na cozinha e não num campo de futebol".

Cummings foi ainda condenado a pagar uma multa de 250 libras (cerca de320 euros) e terá de passar por um programa de educação antes de regressar ao trabalho.

"Não é que tenha nada contra você, mas enquanto estiver vivo uma mulher nunca vai apitar na minha liga", afirmou John Cummings.

De acordo com o "The Mirror", Lucy chegou a indagar qual seria o motivo de Cummings não aceitar uma mulher no campeonato local e ele respondeu que "ela não seria capaz de lidar com isso". A juíza disse que o dirigente não pareceu bem humorado e que a afirmação era "grave". Durante a audiência, após a qual foi punido, John terá dito que estava a falar em "tom de brincadeira", mas acrescentou que acredita que "o lugar da mulher é em casa".