Chapecoense não deverá disputar o último jogo do Brasileirão

Chapecoense não deverá disputar o último jogo do Brasileirão

Atlético Mineiro também já anunciou que não pretende comparecer ao encontro.

O Chapecoense anunciou na quinta-feira que não vai disputar a sua última partida do campeonato brasileiro de futebol contra o Atlético Mineiro.

"Falámos com os jogadores e estes decidiram, de forma unânime, que não haverá jogo, não há condições", disse à agência espanhola EFE Vítor Hugo Nascimento, responsável pelo departamento de rendimento do Chapecoense, cuja equipa de futebol e acompanhantes foram na sua maioria vítimas de um acidente de aviação na madrugada de terça-feira na Colômbia.

A decisão foi tomada após uma reunião em que participaram os jogadores que não viajaram com a delegação que iria disputar em Medellín o encontro da primeira mão da final da Taça Sul-americana.

A equipa de Chapecó deveria defrontar a 11 de dezembro o Atlético Mineiro, partida integrada na última jornada do Brasileirão, que já tinha sido adiada devido aos sete dias de luto decretados pela Confederação Brasileira (CBF), na sequência do acidente aéreo que matou 71 pessoas, entre elas 19 jogadores da equipa de Santa Catarina, o treinador Caio Júnior e adjuntos.

O Atlético Mineiro já estava apurado para a Libertadores do próximo ano e o Chapecoense já tinha garantido, além da permanência na primeira divisão, uma vaga na próxima Sul-americana.

A CBF informou na quinta-feira que não era possível cancelar o encontro, no mesmo dia em que o Atlético anunciou que não pretende jogar essa partida por respeito ao Chapecoense.

As duas equipas podem optar por não comparecer ao encontro, sendo a ambas atribuídas derrotas por 3-0.