Blatter surpreso com demissão de Kattner

Blatter surpreso com demissão de Kattner

Joseph Blatter, afirmou esta terça-feira "nunca ter conhecido ninguém mais honesto que Markus Kattner", que foi demitido após acusações de favorecimento pessoal com bónus financeiros em segredo

O ex-dirigente suíço disse, em declarações à agência AFP, estar "atónito" com a dispensa de Kattner, acusado de ter pago a si próprio milhões de dólares em função de um contrato cujos termos foram mantidos secretos ante os comités de auditoria da FIFA.

Joseph Blatter, sob inquérito judicial da procuradoria suíça, está suspenso por seis anos, por decisão da própria FIFA, devido a violações éticas.

Aquele despedimento foi, para Blatter, "uma enorme surpresa", que disse desconhecer as razões da decisão que afetam "alguém que, na FIFA, cumpriu excecionalmente as suas funções".

O germano-suíço Kattner, de 45 anos, assumiu interinamente o cargo de secretário-geral do organismo que superintende o futebol mundial, após o afastamento de Jerome Valcke, também demitido por irregularidades várias.

O corpo diretivo da FIFA, agora liderado por Gianni Infantino, reconheceu que uma investigação interna revelou provas de que Kattner "quebrou as suas responsabilidades fiduciárias", relacionadas com o seu contrato, entre 2008 e 2014, período em que Blatter era presidente.