Federação e COI sem comentários sobre detenção de Hermínio Loureiro

Federação e COI sem comentários sobre detenção de Hermínio Loureiro

Antigo presidente da Liga foi detido esta segunda-feira no âmbito da operação "Ajuste Secreto".

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e o Comité Olímpico de Portugal (COI) escusaram-se esta segunda-feira a comentar a detenção do seu vice-presidente Hermínio Loureiro, por suspeitas de crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, peculato e tráfico de influência enquanto autarca.

"A FPF e o Comité Olímpico de Portugal abstêm-se de fazer qualquer comentário sobre o ocorrido, aguardando que todos os factos sejam esclarecidos e apurados oficialmente", referem as entidades, em comunicado comum enviado à Lusa.

Hermínio Loureiro é vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol e do Comité Olímpico de Portugal, integrando a direção da primeira e a comissão executiva do segundo. Já foi presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (2006-2010) e secretário de Estado da Juventude e Desporto do governo PSD chefiado por Santana Lopes.

As entidades desportivas revelam que tomaram conhecimento da sua "detenção para averiguações" através da comunicação social e concluem a nota afirmando que "a palavra cabe às autoridades de investigação e judiciais".