Reviravolta do Aves em Olhão

Aves virou o marcador para bater o Olhanense, por 2-1, em jogo da 11.ª jornada da II Liga.

O Aves virou o marcador para bater o Olhanense, por 2-1, em jogo da 11.ª jornada da II Liga de futebol, impondo a nona derrota consecutiva aos locais.

A equipa algarvia até abriu o marcador, por Doudou, aos sete minutos, mas os avenses, sempre mais tranquilos na gestão do jogo, conseguiram operar a reviravolta, com golos de Redolfi, aos 23, na própria baliza, e Pedró, aos 65.

O Aves, que só 'tremeu' nos minutos finais, subiu ao quarto lugar, com 20 pontos, enquanto o Olhanense continua no último lugar, com apenas um ponto, somando 11 derrotas em 12 jogos.

Os algarvios chegaram à vantagem logo aos sete minutos, praticamente na primeira ocasião de perigo do jogo: Tiago Barros rematou de fora da área para defesa incompleta de Quim e Doudou foi mais rápido do que os defensores avenses a atacar a bola para a recarga.

Em vantagem, os locais recuaram as suas linhas e deixaram a equipa forasteira controlar o jogo durante quase todo o primeiro tempo, embora com dificuldades em penetrar na defensiva algarvia e tentando mais remates de meia distância, sem efeito.

O empate chegou num lance de sorte para o Desportivo de Aves, num corte infeliz de cabeça de Redolfi para a própria baliza, após canto de Nélson Pedroso, aos 23 minutos.

Já na segunda parte, o conjunto da Vila das Aves surgiu ainda mais tranquilo a gerir o jogo: Coubronne ainda evitou uma ocasião 'em cima' da linha de golo, aos 62 minutos, mas o segundo golo chegou três minutos depois, por Pedró, que não desperdiçou na cara de Evtimov.

O Olhanense foi sempre inoperante em termos ofensivos e esteve muito tempo sem criar perigo, mas, na pressão final, acabou por falhar três boas oportunidades, por Salim Cissé (90 e 90+2) e Jorman Aguilar (90+2), que viu Quim parar o seu remate com uma grande defesa.

Jogo no Estádio José Arcanjo, em Olhão.

Olhanense -Aves, 1-2.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Doudou, 7 minutos.

1-1, Redolfi, 23 (própria baliza).

1-2, Pedró, 65.

Equipas:

- Olhanense: Evtimov, Coubronne, Pedro Eira (Jorman Aguilar, 71), Redolfi, Tiago Duque, Soriano Mané (Virga, 54), Tiago Barros, João Oliveira, Gonzalez Prado, Doudou Mangni (Galassi, 52) e Salim Cissé.

(Suplentes: Ricci, Edgar Abreu, Galassi, Carlos Freitas, Virga, Jorman Aguilar e Gerevini).

Treinador: Cristiano Bacci.

- Desportivo das Aves: Quim, Hackman, Romaric, João Pedro, Nélson Pedroso, Tarcísio (Bruno Alves, 80), Ericson, Zé Tiago (Theo Mendy, 66), Pedró, Femi Balogun (Caetano, 60) e Luís Barry.

(Suplentes: Rafael Alves, Guedes, Leandro Souza, Caetano, Bruno Alves, João Amorim e Theo Mendy).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Gonçalo Martins (AF Vila Real).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ericson (27), Hackman (47), Redolfi (57) e Quim (90+3).