"Pela minha altura dá para ver que fazer golos de cabeça..."

"Pela minha altura dá para ver que fazer golos de cabeça..."

Zé Tiago é, por norma, dos jogadores mais baixos em campo

Na primeira vitória da Académica na nova temporada, por 2-0 diante do Braga B, emergiu o talento de Zé Tiago. O reforço que os estudantes foram buscar às Aves foi determinante diante dos minhotos ao assistir Tozé Marreco para o primeiro e ao apontar ele próprio o segundo.

Ora, o golo da autoria do dono da camisola 10 teve a particularidade de ser de cabeça, ele que até era dos jogadores mais baixos (1.67 metros) em campo. "Pela minha altura dá para ver que fazer golos de cabeça não é o meu ponto forte, mas ainda assim já marquei uns três de cabeça", recorda o futebolista que momentos antes do 1-0 podia ter aberto o ativo... de cabeça.

Apesar da importância que teve na manobra dos "capas negras", Zé Tiago prefere valorizar o coletivo e o importante mesmo foi "ganhar e dar a vitória aos adeptos".

Este foi mesmo o primeiro triunfo em 2017/2018, pois nem na pré-época a Académica saboreou qualquer vitória, mas o centrocampista garante que isso "nunca pesou" no desempenho da equipa. "Sabemos que a pré- época é para ser dura e os resultados são o menos importante. Acima de tudo, foram transmitidas ideias de jogo que aos poucos temos vindo a assimilar e as coisas vão surgindo naturalmente", explicou o médio que sem assumir a subida de divisão como objetivo não tem dúvidas de que a Académica tem "um bom grupo, que trabalha bem e que tem valor para andar lá na frente".