"Tem que perguntar ao árbitro o que se passou..."

"Tem que perguntar ao árbitro o que se passou..."

Declarações de Jorge Rosário, adjunto de Sérgio Conceição no Vitória de Guimarães, no final do encontro frente ao Vitória de Setúbal.

Primeira parte: "O que eu vi foi: o Vitória entrou e fez um golo. Basicamente foi isso. Reagimos bem. Mas a primeira parte resume-se a isso. Muitas ocasiões de golo de nossa parte, conseguimos empatar perto do intervalo, mas o Vitória entra e faz o golo."

Segunda parte: "Existem seis ocasiões de golo na segunda parte em que a bola não quis entrar. Mas isto é o futebol. Tivemos um dia infeliz na finalização. O Ricardo tem um lance onde está deitado e a bola vem-lhe parar às mãos. Falhámos nesse sentido: na finalização."

Finalização: "Ainda não vi as estatísticas rápidas. Mas existem três ocasiões de golo flagrante, mais seis normais. Mas o adversário teve mérito. Temos que dar mérito. E tenho de dar os parabéns aos nossos jogadores, fizeram tudo, mas falharam na finalização."

Expulsão: "No túnel vi dois treinadores a falar mais alto. Uma coisa normal num jogo de futebol. Tem que perguntar ao árbitro o que se passou."