"O Quim estava sempre a pedir amarelos"

"O Quim estava sempre a pedir amarelos"

Sérgio Conceição, treinador do V: Guimarães, considerou que a confusão com Quim Machado, no intervalo do jogo com o V. Setúbal, não era motivo para ordem de expulsão

Expulsão: "A minha versão é a mesma do treinador do Setúbal. O Quim estava sempre a falar com os meus jogadores e a pedir amarelos ao árbitro. Disse-lhe no túnel para falar com os jogadores dele e não com os meus. Houve uma discussão, mas foi uma situação tão normal que é fácil expulsar-me. Vai falar-se muito disso, mas se calhar vou pagar uma multa de 70 euros. Uma discussão natural entre dois treinadores que vivem apaixonadamente a profissão".

Mágoa antiga: "Se calhar devia ter ficado chateado com o Quim Machado quando há cinco anos disse que subiu a pulso e não como treinadores que chegaram à Liga de paraquedas, como o Sérgio Conceição e o Sá Pinto. Penso que não merecia ouvir isso. Hoje não, foi uma situação normal".

De fora em Braga?: "Por tudo o que se passou, penso que não vou ficar fora. Das vezes que fui expulso, só em duas ou três é que fui castigado".

Exibição: "Desiludiu a entrada em campo, não era isso que estava planeado. Ainda assim, nos 35 minutos da primeira parte tivemos três ou quatro situações para definir melhor e concluir de forma diferente. Não merecíamos ir para o intervalo com o empate. Não fomos inteligentes, devíamos circular mais rápido e, em superioridade numérica, complicámos em vez de simplificar. Tivemos várias ocasiões, três em cima da linha de golo. Podíamos ter feito melhor"