Ricardo Costa e o golo do FC Porto: "Uma sorte daquelas que acontece de vez em quando"

Ricardo Costa e o golo do FC Porto: "Uma sorte daquelas que acontece de vez em quando"

Ricardo Costa, capitão do Tondela, defrontou pela primeira vez o FC Porto, clube que representou durante sete temporadas

Sobre o jogo: "Faltou-nos a estrelinha, em momentos cruciais, fazíamos o empate e o jogo era outro, mas, pronto, vamos continuar a trabalhar. É importante destacar os nossos adeptos: estiveram muito bem, apoiaram-nos, sentimo-los como o 12º jogador em campo-"

Melhorar: "Há que levantar a cabeça, começar a trabalhar já a partir de amanhã, porque no próximo sábado temos um jogo bastante importante com o Estoril. Com a ajuda dos nossos sócios e com o nosso bom trabalho semanal, vamos conseguir a vitória. O golo apareceu num lance traiçoeiro para a defesa, Alex Telles tenta o remate e acaba por fazer a assistência para Aboubakar. Temos trabalhado para, quando a bola sai da área, tentar bloquear o remate. O remate foi falhado... uma sorte daquelas que acontece de vez em quando e conseguiram o golo."

Bem na defesa: "Mas, o mais importante é que, em termos de trabalho defensivos estivemos bem, tentámos reduzir o espaço na altura do remate, mas, a bola entrou no avançado do FC Porto. Chutou, ainda conseguimos defender a bola, mas o ressalto deu golo."

FC Porto uma alma diferente: "Não quero muito abordar isso, porque, acima de tudo, represento o Tondela e tenho de defender o Tondela até à morte. Mas, o FC Porto é uma casa onde lutam sempre para ganhar e, com a mentalidade do mister Sérgio, que conheço muito bem, sei que vão dar o máximo para fazerem bem o trabalho dele, como nós vamos fazer o nosso, e depois no final da época vamos ver."