William vai compensar o central que falta

William vai compensar o central que falta
Rui Miguel Gomes

Tópicos

Jesus queria um reforço para o centro da defesa, por não estar inteiramente satisfeito com as alternativas à dupla titular - Tobias e André Pinto -, mas confia na polivalência do médio

A permanência de William Carvalho no plantel leonino para a presente temporada surpreendeu o técnico Jorge Jesus, que além de poder contar com um atleta determinante no posto de origem, enquanto médio, também olha para o internacional português como uma opção de recurso para o centro da defesa. De resto, na pré-temporada, frente à Fiorentina (1-0), no Troféu Cinco Violinos, fez o lugar formando dupla com Tobias Figueiredo. E William Carvalho deu provas de cumprir nessa posição com qualidade, ao ponto de o técnico deixar rasgados elogios ao futuro capitão leonino: "Não sofremos golos, inventei um central... Aliás, não inventei nada porque o William jogava a central quando passou pelo Fátima. Já lhe disse, se não houver centrais para o próximo jogo, estarei tranquilo com ele."

As palavras de Jorge Jesus traduziram parte do seu pensamento, no qual estava contemplado o reforço do plantel com mais um defesa-central, mas a SAD não encontrou no mercado a solução pretendida dentro do pressuposto qualidade/preço. A necessidade, essa, decorre precisamente da desconfiança do treinador em relação a André Pinto e Tobias Figueiredo - que estiveram perto de abandonar o clube por empréstimo antes do final do mercado -, que surgem como alternativas naturais à dupla titular, formada por Mathieu e Coates. O treinador leonino ainda não está satisfeito com as indicações dadas pelos dois atletas e vê William como elemento capaz de se enquadrar na posição quando necessário, até porque a resposta de Battaglia, que vem jogando como médio-defensivo, tem sido do agrado de Jesus. Recorde-se que além do desejo de contar com mais uma alternativa para o centro da defesa, o técnico leonino tinha solicitado à SAD liderada por Bruno de Carvalho a aquisição de um avançado, que não chegou.