"O futebol é uma anormalidade pegada"

"O futebol é uma anormalidade pegada"

Bruno de Carvalho, em entrevista à SIC Notícias, insiste no que considera serem os problemas do futebol na atualidade.

Sistema: "Fico estupefacto como as pessoas aceitam tudo com uma naturalidade tremenda. O Sistema é um conjunto de regras e regulamentos medievais que não se adequam aos dias de hoje, de um futebol que é um subsistema dentro de um meio. Não se pode achar que no futebol há leis distintas. Se tenho um ato de corrupção, porque tenho de ser ouvido num tribunal desportivo? Corrupção é corrupção, seja dentro ou fora do futebol. Esta história dos contratos com os fundos, que violam a lei, têm de ser dirimidos num tribunal de desporto? Sou uma voz isolada, mas não sou o único que pensa nisso. As pessoas têm medo."

Como se define? "Como alguém que chegou a um clube com paixão tremenda. Clube estava falido e amorfo, numa resignação de não ter títulos nem futuro. Adotei a estratégia de em muito pouco tempo recuperar um Sporting com tudo para refazer. Criou-se uma imagem. Como sou? Lido mal com a estupidez humana, mas é uma arrogância mais vocacionada para aqueles que acham que sabem muito sobre um assunto. Sou brincalhão, mas as pessoas não têm essa noção. Gosto de anedotas e histórias. Sou um contador de histórias por excelência."

É mais amargo desde que é presidente: "O futebol é uma anormalidade pegada e, em termos do que é o meu caráter, é um contra-senso total. Há aí a tal barreira que as pessoas não ultrapassam naquela coisa do presidente-adepto. A única coisa que me move no Sporting é a paixão pelo clube, pelo Sporting."