Médio do Astana colocado na rota do Sporting

Médio do Astana colocado na rota do Sporting

Concorrência de Sevilha e Mónaco. Jogador sérvio termina contrato em junho.

O médio sérvio Nemanja Maksimovic foi apontado ontem, pelo portal italiano "Tuttomercato", como possível reforço do Sporting para 2017/18, tendo O JOGO confirmado que os leões têm o jovem do Astana no radar. Campeão do mundo de sub-20 em 2015, termina o vínculo laboral com a formação do Cazaquistão no final desta época, podendo em janeiro assumir um compromisso com qualquer outro emblema, ainda que o próprio já tenha afirmado que pretende que o clube seja financeiramente compensado com a sua saída.

Por isso mesmo, está em cima da mesa a possibilidade de Maksimovic sair do Astana na reabertura do mercado em janeiro, ainda que a questão financeira possa pesar junto do jogador. É que este tem visto o seu nome associado pela Imprensa a formações de recursos financeiros superiores aos dos leões. Segundo o "Tuttomercato", Sevilha e Mónaco estarão também a tentar a contratação do atleta de 21 anos, mas Olympiacos, Marselha, Lyon, Milan, Roma, Inter, Manchester United e Chelsea têm sido conotados como possível destino.

No dia 17 de novembro, em entrevista a um meio de comunicação cazaque ("Sports.kz"), Maksimovic atirou: "O meu contrato com o Astana termina no verão e temos falado sobre a possibilidade de renovar. Passei duas épocas distintas no clube. Mesmo que saia, gostaria de escolher a melhor opção que permitisse ao clube ter compensação. Será justo para o clube que sempre foi honesto comigo. Enquanto não sei para onde vou, quero continuar a jogar. Será sempre uma decisão difícil."

Maksimovic, de 1,89 metros, atua preferencialmente nas posições seis e oito, evoluindo com naturalidade num sistema tático com dois médios no eixo do terreno. Na época passada defrontou o Benfica.
============03 POS Ultima_0012 (12173063)============
Campeão do mundo de sub-20 em 2015, o atleta de 21 anos tem sido apontado a diversos emblemas de peso na Europa e há pouco tempo afirmou que quer compensar financeiramente o clube pela saída