Madeira Rodrigues intimado pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting

Madeira Rodrigues intimado pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting

Jaime Marta Soares reagiu às declarações do candidato à presidência do Sporting, que revelou alegados casos de coação e intimidação envolvendo a candidatura de Bruno de Carvalho, atual presidente dos leões

Numa carta publicada no site do Sporting, Jaime Marta Soares, presidente da Mesa da Assembleia Geral, pede esclarecimentos a Pedro Madeira Rodrigues para que seja "apurada a verdade". "As acusações feitas por vossa excelência, a corresponderem à verdade, significam a prática de um crime que não pode deixar de ser punido. Nesse sentido, e a bem do apuramento da verdade, é seu dever proceder à denúncia imediata daquilo de que teve conhecimento", pode ler-se.

Jaime Marta Soares lembra ainda que, caso não existam provas, Pedro Madeira Rodrigues incorre também na "eventual prática de um crime de calúnia e difamação".


Leia a carta na íntegra:

"Exmo. Sr. Dr. Pedro Madeira Rodrigues,

Tendo tomado conhecimento das acusações feitas por vossa excelência relativamente a alegados casos de coação e intimidação envolvendo a candidatura do Dr. Bruno de Carvalho, venho, por este meio, e na qualidade de Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal que tem por missão assegurar o regular funcionamento da instituição, intima-lo a prestar os seguintes esclarecimentos:

1 - Digne-se vossa excelência a revelar quem foram os alegados autores de tais atos e, naturalmente, quem foram as alegadas vítimas de tal comportamento.

2 - Digne-se ainda relatar os alegados factos que são de enorme gravidade.

As acusações feitas por vossa excelência, a corresponderem à verdade, significam a práctica de um crime que não pode deixar de ser punido. Nesse sentido, e a bem do apuramento da verdade, é seu dever proceder à denúncia imediata daquilo de que teve conhecimento.

Se o não fizer e se se ficar apenas pelas insinuações sem provas, estará vossa excelência a incorrer também na eventual práctica de um crime de calúnia e difamação, que em nada contribui para a elevação e a dignificação deste acto eleitoral e do Sporting Clube de Portugal.

Sem outro assunto subscrevo-me com estima e consideração,

Jaime Marta Soares
Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting"