Queixa à UEFA contra Nuno Lobo

Dragões vão dar a conhecer alegados comentários racistas feitos, em 2011, pelo atual presidente da Associação de Futebol de Lisboa tendo como alvo Hulk.

O FC Porto vai fazer uma exposição à UEFA sobre alegados comentários racistas de Nuno Lobo, atual presidente da Associação de Futebol de Lisboa (AFL), através da rede social Facebook, disse esta segunda-feira à Lusa fonte do clube.

Contactada pela Lusa, a fonte dos tricampeões nacionais afirmou que estes vão avançar com uma exposição junto do organismo que rege o futebol europeu, acerca dos alegados comentários ao antigo jogador do FC Porto Hulk, entre fevereiro e abril de 2011, antes de Nuno Lobo ter sido eleito presidente da AFL.

A exposição segue-se a um comunicado divulgado no sítio oficial do FC Porto na Internet intitulado de "O lobo mau" e que reproduz alguns dos alegados comentários de Nuno Lobo, que foi eleito presidente da AFL em 20 de janeiro de 2012, ao atual futebolista dos russos do Zenit de São Petersburgo.

"Para mim foi o melhor em campo... Grande passe aquele para o segundo golo... o golo do macaco Hulk... HU HU HU HU" e "... não podíamos ter bananas no campo. Senão o incrível macaco comia-as" são alguns dos exemplos dos alegados comentários publicados no perfil de Nuno Lobo, divulgados pelo FC Porto, e que contém ainda algumas referências depreciativas sobre o Sporting.

No mesmo comunicado, o FC Porto diz deixar "ao critério dos clubes de Lisboa se este senhor deve dirigir os destinos da sua associação e exorta as autoridades nacionais e a própria UEFA a agirem perante o que afigura ser um crime público de racismo para com o jogador Hulk".

Após a divulgação do comunicado portista, a agência Lusa tentou contactar Nuno Lobo, sem sucesso.

No domingo, o presidente da AFL acusou o dirigente do FC Porto Adelino Caldeira de o ter agredido no Estádio da Amoreira e o presidente portista Pinto da Costa de o ter injuriado.

"Na altura do primeiro golo do Estoril, levei um murro, uma palmada forte nas costas que me projetou para a frente, até me amparar no muro da tribuna presidencial. Foi uma agressão do senhor Adelino Caldeira, não sei se com a mão fechada ou aberta", contou Nuno Lobo, que assistiu ao encontro entre Estoril-Praia e FC Porto na tribuna presidencial do estádio da Amoreira.

Entretanto, o FC Porto anunciou que vai processar judicialmente por difamação o presidente da AFL, na sequência das suas declarações no final do encontro de domingo.