Quaresma: o Dragão vê o regresso de um ídolo

Quaresma: o Dragão vê o regresso de um ídolo

Da última vez que jogou no recinto portista para a Champions, bisou com o Bayern Munique

O sétimo melhor marcador da história do Dragão (28 golos) volta, esta quarta-feira, a pisar o relvado de um estádio que chamou "casa" durante cinco épocas e meia. Quaresma foi um ídolo para os adeptos do FC Porto, mas este regresso não se faz para qualquer jogo de despedida. O Mustang surgirá do outro lado da barricada, a do Besiktas, um adversário que, curiosamente, ajudou a derrotar por duas vezes na temporada de 2007/08, marcando no jogo da Invicta (2-0) e de Istambul (1-0). Dois feitos que os portistas lhe agradecem, mas que durante 90 minutos tentarão colocar de lado, mesmo que a última imagem de Quaresma de azul e branco vestido no Dragão, para a Liga dos Campeões, seja de festa. O "bis" que assinou com o Bayern Munique, na época de despedida do clube que mais anos representou como sénior, levou os dragões a explodirem de alegria com a possibilidade (posteriormente perdida) de afastar o colosso alemão nos quartos de final da Champions. Por isso, tudo aponta para que hoje seja brindado com aplausos, até pelo carinho que diz ter pelo FC Porto. Se marcar, poucos acreditam que festeje em sinal de respeito.