Pavón recusa Zenit para jogar em Portugal

Pavón recusa Zenit para jogar em Portugal
Pedro Marques Costa/Federico del Rio

Tópicos

Extremo do Boca Juniors não quer jogar na Rússia e um grupo de empresários pode colocá-lo no futebol português

Pavón interessa ao FC Porto, como O JOGO deu conta em primeira mão na edição de ontem, e a transferência para os dragões é vista com bons olhos por um grupo de empresários argentinos que estão a gerir a carreira do jogador. Lucho González e Lisandro López são tidos como dois bons exemplos para quem pretende chegar à Europa, triunfar e posteriormente transferir-se para um campeonato mais competitivo. Segundo O JOGO apurou, o próprio extremo do Boca Juniors pretende transferir-se para o futebol português. A tal ponto que recusou recentemente uma proposta para assinar pelo Zenit. O clube russo estava disposto a pagar 15 milhões de euros, mas o jogador não viu com bons olhos essa mudança.

O Nápoles também está interessado no jogador, mas tanto o grupo de empresários como Pavón entendem que o melhor é optar pelo futebol português, porque consideram que o extremo tem maiores possibilidades de jogar com regularidade e de dar seguimento ao trajeto ascendente que vem tendo desde que se transferiu do Talleres para o Boca Juniors, onde agora goza de um estatuto privilegiado. Pavón é um dos ídolos dos adeptos, que não o querem ver partir mas entendem que o clube precisa de dinheiro. O FC Porto, assim como o Sporting, já demonstrou interesse no extremo de 21 anos, enquanto o Benfica tem o jogador bem referenciado, mas só avançará para uma proposta se vender Salvio, e a mudança para Portugal pode ser uma realidade. Para que tal aconteça, existe a possibilidade de o grupo de empresários comprar a totalidade do passe do jogador e depois colocá-lo em Portugal.