Nuno Espírito Santo e o empate: "Frustração, tristeza e deceção"

Nuno Espírito Santo e o empate: "Frustração, tristeza e deceção"

Treinador do FC Porto analisou o empate frente ao V. Setúbal, que impediu que os dragões chegassem à liderança da I Liga.

Análise: "Frustração, tristeza, deceção são as palavras que refletem o nosso sentimento agora. Agora resta saber o que se passou hoje, gerir esta situação, levantar a equipa animicamente e é isso que fará de nós mais fortes".

Ansiedade da equipa: "Na primeira parte jogamos bem, tivemos muitas oportunidades. Na segunda parte já não houve tanto critério mas mesmo assim a produção foi boa, muitas situações de golo. É normal que isto possa acontecer, de lamentar apenas a falta de eficácia. Era uma oportunidade boa de sermos líderes que desperdiçámos, mas temos de nos levantar rápido".

Opções saídas do banco: "Naturalmente que as mudanças que fizemos foram para melhorar e manter a presença na área. O V. Setúbal estava muito fechado, já não saía da área e quando não há critério, é preciso ter bola e tentar finalizar".

Dúvidas dos adeptos após o empate antes do clássico: "Não cria dúvidas nenhumas. Sabemos o rumo que temos de ter, nunca perdemos o nosso rumo e é assim que vamos continuar. Temos de trabalhar mais, aproveitar esta paragem para retificar e voltar forte".

Estado de espírito antes do clássico: "Dependemos de nós mesmos. Isso é o que nos faz continuar fortes e com a convicção que queremos chegar ao fim e ser campeões".