Indefinição continua: um caso para resolver em quatro dias

Indefinição continua: um caso para resolver em quatro dias
Bruno Filipe Monteiro

Tópicos

Southampton e Leganés acenaram com ofertas e de Portugal foram vários os clubes que se mostraram interessados em receber Sérgio Oliveira. Contudo, ainda ninguém convenceu o internacional sub-21 luso.

Quatro dias: é este o tempo que Sérgio Oliveira tem para decidir o que pretende para o futuro. Apesar de ter sido afastado do plantel principal e de ter sido informado de que estava autorizado a procurar clube logo no início do mês, o médio continua sem tomar uma decisão, mantendo-se a trabalhar com a equipa B para manter a condição física. Mas não foi por falta de propostas que a transferência ainda não aconteceu. O internacional sub-21 português foi sondado por vários emblemas, tanto nacionais como estrangeiros, e o Southampton chegou mesmo a avançar com uma oferta de 4,5 milhões de euros para o contratar. No entanto, a indefinição continua.

O caso de Sérgio Oliveira é o único que o FC Porto ainda tem para resolver no que toca a saídas. Evandro (transferido por 2,5 milhões de euros) e Adrián (emprestado até ao final da época), que deixaram de trabalhar às ordens de Nuno Espírito Santo precisamente no mesmo dia que o jogador de 24 anos, já rumaram a Inglaterra (Hull City) e Espanha (Villarreal), respetivamente. Varela, que também vinha sendo pouco utilizado, ainda hesitou em mudar-se para a Turquia, mas a redução do espaço no plantel levou-o para o Kayserispor, possibilitando à SAD encaixar cerca de 500 mil euros. Só falta mesmo Sérgio, que regressou na época passada ao clube no qual se formou como jogador, assinando na altura um contrato até 2020. Por isso, o empréstimo é a hipótese mais forte nesta fase.