FC Porto acusa o árbitro Tiago Antunes de xenofobia

FC Porto acusa o árbitro Tiago Antunes de xenofobia

"Manda mas é o vídeo do Brahimi aos berros na cara do quarto árbitro (...) Depois pede a um muçulmano para te fazer isso. E vê qual é a tua reacção", terá escrito o quarto árbitro do Braga-FC Porto, numa mensagem privada no Facebook que circula nas redes sociais. O CA não comentou ainda.

Francisco J. Marques, director de comunicação do FC Porto, acusou, esta terça-feira, o árbitro Tiago Antunes de atitude xenófoba relativamente a Brahimi, numa mensagem privada no Facebook em que justificava a expulsão do atacante portista com uma alusão ao facto de ele ser muçulmano e que foi partilhada nas redes sociais. "Manda mas é o vídeo do Brahimi aos berros na cara do quarto árbitro, cheio de perdigotos, a falar numa língua que deve ter aprendido no tempo da tropa (...) Depois pede a um muçulmano para te fazer isso. E vê qual é a tua reacção", lê-se, na resposta a um adepto portista. O JOGO tentou, durante todo o dia, obter uma reacção do Conselho de Arbitragem (CA), que não se pronunciou ainda.

O recurso às autoridades, crê-se, permitirá determinar a origem destas declarações que, a serem da responsabilidade do árbitro, constituem uma infracção disciplinar muito grave, pois os regulamentos não admitem comportamentos xenófobos entre os agentes desportivos.
Em causa está a imagem do que parece ser uma troca de mensagens privadas no Facebook, aparentemente, do quarto árbitro do Braga-FC Porto (1-1) da última jornada com um adepto que lhe remete imagens do jogo que deixou os portistas mais longe do primeiro lugar e o convida a ver, com insultos: "ladrão, corrupto, vendido".

Tiago Antunes - ou alguém que apresenta um perfil idêntico ao dele - tem uma resposta violenta e profundamente xenófoba, ao aludir à religião do argelino: "Manda mas é o vídeo do Brahimi aos berros na cara do quarto árbitro, cheio de perdigotos, a falar numa língua que deve ter aprendido no tempo da tropa. Mas manda os dois vídeos, não mandes só um, porque não fez isso só uma vez, foram duas. Borrego. Depois pede a um muçulmano para te fazer isso. E vê qual é a tua reacção. E mais vão todos para o caralho os que têm a tua opinião".

Esta conversa circulou, esta terça-feira, no Twitter e no Facebook, sem que o Conselho de Arbitragem tenha tomado qualquer posição.

Segundo Francisco J. Marques, em declarações no Porto Canal, o árbitro terá negado aos responsáveis do CA ter sido o autor da mensagem e alegado ter acabado com a página pessoal no Facebook, "ontem". No entanto, confirmou o dirigente portista junto do adepto que diz ter sido o interlocutor nesta conversa privada, a resposta de Tiago Antunes foi enviada às 8h56 de terça-feira.