Fabiano abdicou das férias no Brasil para se mostrar a Conceição

Fabiano abdicou das férias no Brasil para se mostrar a Conceição
Bruno Filipe Monteiro

Tópicos

Diamantino Figueiredo, adjunto de Conceição, está em contacto com o brasileiro, que orientou em Olhão. Com Casillas mais fora do que dentro e só José Sá como opção, a porta da continuidade está aberta

É determinado em recuperar o mais depressa possível da grave lesão sofrida no joelho direito que Fabiano se apresenta diariamente no Olival. O guarda-redes pretende convencer Sérgio Conceição a dar-lhe uma vaga no plantel e, por isso, tem feito um esforço para encurtar o período de recuperação aconselhado em situações de rotura de ligamentos (seis meses).

O objetivo passa por estar apto para trabalhar sem restrições em meados de setembro, pouco depois de fechar o mercado de transferências, e aproveitar até à reabertura de mercado (janeiro) para se mostrar ao treinador que o orientou no Olhanense e que, sabe O JOGO, o pretendia levar para o Nantes. Para isso, o brasileiro abdicou das férias no país natal e tem comparecido todas as manhãs no centro de treinos do FC Porto para realizar tratamento, sob a orientação dos recuperadores físicos do clube e a tutela do médico Nélson Puga.

A primeira fase da recuperação está ultrapassada e, um mês e meio depois de ter sido operado pelo especialista José Carlos Noronha, Fabiano já se desloca sem o auxílio de canadianas. O processo está a evoluir favoravelmente e o guarda-redes até já iniciou o trabalho de ginásio com o objetivo de fortalecer os ligamentos do joelho direito, que se romperam durante um jogo do Fenerbahçe.

Diamantino Figueiredo, adjunto de Sérgio Conceição para a área da preparação dos guarda-redes, tem estado em contacto com o brasileiro e sabe do esforço que este tem feito para voltarem a trabalhar juntos, agora no FC Porto.

Com Casillas com um pé e meio fora do clube e apenas José Sá como (por enquanto) único candidato à baliza, Fabiano vai alimentando o sonho de regressar ao clube, do qual saiu precisamente após a chegada do espanhol. A porta não está fechada, mas, para isso, o brasileiro terá primeiro de recuperar da lesão.

Tem contrato até junho de 2019

Fabiano leva duas épocas consecutivas de empréstimo aos turcos do Fenerbahçe, mas a ligação contratual ao FC Porto é longa. Durante a temporada de 2014/15, a mais produtiva do ponto de vista individual nos dragões, o guarda-redes foi convidado a prolongar o contrato até 30 de junho de 2019 e não recusou.

Na altura, cumpriu 38 jogos como titular, mas a chegada de Casillas, a convite de Julen Lopetegui, encerrou-lhe as portas da titularidade. Por isso, rumou ao "Fener", pelo qual efetuou 31 encontros em duas temporadas.